5° Simpósio de Jornalismo aborda novas mídias no jornal O Estado de S. Paulo

Colaboração de André Medolago, Larisa Israel, Marina Maimone, Paula Amaral, Ariovaldo Campos e Marina Coltro

 

O terceiro dia de palestras do 5° Simpósio de Jornalismo Unimep, contou com o jornalista Roberto Gazzi, Diretor de Desenvolvimento Editorial do Grupo O Estado de S. Paulo. Roberto Gazzi abordou a incorporação de novas mídias e tecnologias no Estadão sem comprometer a qualidade do jornal e nos contou sobre a história do O Estado de S. Paulo e dos 1020 dias de censura que o jornal vem

Roberto Gazzi Foto: Luana Ruiz

sofrendo.

Roberto fala como o jornal recebeu as novas mídias (tablet’s, facebook, twitter, Iphones…), “Em um  primeiro momento foi de espanto, em segundo de euforia, em terceiro veio o medo das novas tecnologias acabar com os jornais”. O grupo Estadão entendia que, com as informações gratuitas oferecidas pela internet, os leitores deixariam de consumir o jornal impresso. Assim com o passa do tempo perceberam que a internet seria uma aliada, um instrumento para a melhoria do trabalho. “Integração da mídia é um movimento que nasce principalmente da internet.”

Apesar de ver os portais de notícias como não rentáveis, o jornal possui uma página na internet e só no mês passado obteve 152 milhões de visitas. “Queremos ser lidos, independentemente da mídia (do meio) queremos que o leitor consuma nossa marca”. O Estado de S. Paulo, lançou o Estadão Noite – um produto novo disponibilizado às 20h para os assinantes no tablet.

“Os jornalistas são adaptáveis a mudanças e já veem as novas mídias como parte complementar do jornalismo. As redações já estão se acomodando com a nova realidade”, diz Gazzi.

O número de acessos no portal é grande, mas a tiragem do jornal impresso também, são 250 mil exemplares por mês. O jornalista diz que o impresso ainda é o objeto de desejo dos leitores, e que não vão parar de consumi-los.

Hoje o Estadão é o maior jornal do estado de São Paulo e conta com 400 jornalistas na redação.

Roberto Gazzi e o professor Paulo Roberto Botão Foto: Marina Coltro

Após a palestra o professor e coordenador do curso de jornalismo, Paulo Roberto Botão, abriu espaço para perguntas à Roberto Gazzi.

Ele foi questionado sobre a  lei de Acesso a Informação, dos cadernos do Estadão, e principalmente sobre as novas mídias, tema da palestra.

Gazzi finalizou a palestra de ontem falando sobre a liberdade de imprensa e sua importância.

“A liberdade de imprensa é fundamental para a sociedade”.

Hoje o jornal O Estado de S. Paulo, disponobiliza em seu site 137 mil exemplares, contendo todas as reportagens feitas nesses anos.

O acesso a esses documentos é gratuito e não é necessário ser assinante.

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*