Alunos da UNIMEP fazem manifesto pró-Dilma

DSC_0002
Organizadores do manifesto que apoia a candidatura de Dilma Rousseff (Foto: Luiz Silva)

Os estudantes da Unimep aproveitaram o intervalo para manifestarem apoio à candidata à reeleição Dilma Rousseff. No último dia de aulas antes do segundo turno (24), eles levaram bandeiras, panfletos e adesivos da candidata.

O manifesto foi pacífico, porém não foi visto com bons olhos por alunos que estavam na galeria da universidade. Muitos questionavam sobre ser permitido ou não fazer uma manifestação dentro do campus. A situação ficou tensa quando alguns alunos começaram a insultar os participantes do evento e ficaram batendo em uma mesa entoando o nome do candidato Aécio Neves.

O organizador do evento foi o aluno de Direito Rafael Lacerda, 25, que é filiado ao PT. Ele disse que a ideia do manifesto surgiu logo após que ficou sabendo que em várias universidades de todo país estava havendo eventos em apoio Dilma Rousseff. “Mesmo que o cenário da nossa faculdade seja o contrário, enquanto estudante eu tenho total convicção de defender a Dilma para uma reeleição”, afirmou o aluno.
A estudante de Letras, Debora Fuzeta, 25, que também participou do manifesto, disse que seu apoio ao PT vem dos pais, que desde sempre votaram no partido. “As pessoas precisam ter lado e tomar partido, a coisa mais ridícula que pode acontecer é um professor votar no PSDB…”, disse a aluna.

O professor Paulo Roberto Botão, 52, também participou do evento e conversou com os participantes. Ele diz que o apoio à Dilma vem de todos os projetos políticos e econômicos que ajudam as classes menos favorecidas, mas com igualdade, para combater a desigualdade existente no Brasil. “A reeleição da candidata Dilma Rousseff é que ela possa dar continuidade a seus projetos, principalmente na área de cursos superiores; esse governo Dilma foi o que mais investiu em universidades, a criação do ProUni, do Ciência Sem Fronteiras, a expansão de novos cursos e mais vagas nas faculdades são o ponto chave”, comentou o professor.

Lacerda avaliou positivamente a ação. “Apesar das agressões verbais e de um começo de manifestação pró-Aécio totalmente apelativa, foi positiva porque confrontou o conservadorismo”, contou Rafael.
Depois de alguns alunos participarem positivamente e muitos julgarem o evento como impróprio por ser dentro da faculdade, os demais alunos que apoiavam a candidata Dilma continuaram conversando de um modo para interagir sobre as propostas da candidata, sobre os debates e as acusações que ela vinha sofrendo do candidato tucano Aécio Neves.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*