Até o mês de abril, Iracemápolis não registra casos de estupro

Post By RelatedRelated Post

Com pouco mais de 22 mil habitantes, Iracemápolis, município da região de Limeira, registrou queda nos casos de estupro nos últimos anos. Conforme mostram os dados da Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo, a cidade registrou em 2011 três casos ante nenhuma ocorrência até abril deste ano.

O delegado substituto da única delegacia da localidade, William Marchi, justifica os números ao fato do município ser pequeno, em alguns casos nem chegam a ser estupro, quando não há evidencias sólidas que comprovem existência de abusos. Marchi afirma que brigas familiares resultam em falsas acusações, como um caso registrado ano passado, em que uma garota acusou o padrasto de tê-la estuprada, quando nas investigações a menina acabou confessando a farsa.

Marchi ainda ressalta que antigamente estupro eram apenas os casos em que existia relação sexual forçada entre o homem e a mulher, atualmente esse quadro se reverteu, em que um simples fato de “passar a mão” em uma mulher já configura o delito.

Por não possuir Delegacia de Defesa da Mulher, DDM, os casos registrados em Iracemápolis são encaminhados diretamente para a delegacia do município. Segundo o delegado, quando realmente é constatado o fato, a mulher é encaminhada para o Pronto Socorro Municipal e recebe o tratamento médico e psicológico.

Em caso de estupro com criança ou adolescente, a vítima é encaminhada ao Pronto Socorro para exames e depois recebe apoio e tratamento psicológico acompanhado pelo Conselho Tutelar.

Substituto, o delegado William Marchi , que é titular da delegacia de Cordeirópolis, deixou o cargo para o delegado Antônio Carlos Martin, responsável pelo Ciretran de Limeira, no último dia 29 de abril, que irá permanecer agora por 15 dias, passando, então, o cargo a Marciano Martin, atualmente delegado assistente da Seccional de Limeira.

Visualizar Estupro em um mapa maior

Share

Eduardo Marins

Eduardo Marins nasceu em Limeira, interior de São Paulo no dia 29 de dezembro de 1993. Filho de Alberto Marins Freire e Julia Moreira de Souza, despertou sua paixão pelo Jornalismo ainda quando adolescente, após ganhar um concurso de redação na sexta série e descobrir a profissão por meio de uma professora. Formou-se no Ensino Médio adiantado aos 16 anos e logo em seguida ingressou na faculdade. Atualmente é estudante do 7º Semestre de Jornalismo na Universidade Metodista de Piracicaba. Começou sua carreira já no primeiro ano da graduação, em Março de 2011, entrou no Departamento de Assessoria de Imprensa da Secretaria de Turismo e Eventos da Prefeitura Municipal de Limeira, por lá permaneceu por quatro meses, quando foi convidado em Julho do mesmo ano a participar da equipe de Jornalismo da TV Mix Regional. Começou na emissora como estagiário, onde foi efetivado como Produtor do Jornal da Mix e em seguida foi convidado a ser Repórter da emissora, onde permaneceu até janeiro de 2013. Em 2013, Eduardo Marins integrou a equipe de Jornalismo do Sistema Jornal de Rádio e TV, ou mais conhecida como TV Jornal de Limeira. E atualmente é estagiário da EPTV Piracicaba.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*