Bar do Lao: cultura e muitas histórias

Havia alguém no porão. Era Seu Benedito, que morou nele por quatro anos

Visão interna do Bar do Lao
O Bar do Lao tem variada programação musical - Foto: Ariane Precoma

Conhecido endereço de artistas, universitários e dos que gostam de boa música, o Bar do Lao, construiu ao longo de 14 anos de existência sua própria identidade cultural.

Ocupando uma casa centenária na Rua do Vergueiro, com ambiente rústico e moderno ao mesmo tempo, o bar fica próximo ao rio de Piracicaba e recentemente passou por reformas.

Se um dia você puder ir ao Bar do Lao, não deixe de experimentar a famosa pinguinha Benedito de Jesus, uma mistura de pinga com melado, forte e de gosto marcante. A pinga recebeu esse nome em homenagem ao seu Benedito, que chegou ao Lao para consertar uma calha em 1997. Durante o conserto, percebeu que a casa tinha um porão e, após o serviço pronto, Seu Benedito pediu se podia morar ali. Surpreso, Lao disse que não. Passados alguns dias, Lao percebeu a presença de alguém, Seu Benedito, que já estava morando lá e permaneceu no porão até 2001.

Lao e Ritas, donos do estabelecimento.
Lao e Rita , donos do estabelecimento - Foto: Isabela Borghese

Em várias histórias marcantes no Bar do Lao está uma figura bastante presente nas noites do estabelecimento, a atriz Renata Adorno. Ela tem a casa como símbolo de vários momentos da sua vida. “Comecei a frequentar o Lao há muito tempo, discutíamos ideias, líamos, assistíamos vídeos, sempre acompanhados do seu porão, livros e o piano, que serviu de muitas inspirações. Ah, é claro que não podia faltar a pinguinha do Lao e seu amendoim marcante” conta.

Atrizes encenam a peça Irmãs Siamesas
Irmãs Siamesas (2007) encenada no Bar do Lao - Foto: João Scarpa

Ela também destacou que em julho de 2007 ficou em temporada no Bar do Lao, com a peça teatral “As Irmãs Siamesas” de José Rubens Siqueira, direção de João Scarpa. A experiência, segundo a atriz, foi exatamente como esperava e que a energia do lugar foi contagiante, “Todos que vêm ao Lao, voltam. Não importa se hoje, amanhã ou daqui a dez anos”, complementa.

Nesse espaço essencialmente cultural aconteceram muitas histórias e claro que muitas outras irão acontecer. O Bar do Lao conta com uma programação variada, com apresentações musicais, exposições, cardápios e bebidas, sempre de sexta a domingo.

Dica da casa: Porção MPB – Mandioca, polenta e batata e, claro, a pinguinha do Lao.
Lao Bar Bistrô
Site: http://twitter.com/laobar

Quer saber onde fica o Bar do Lao? Veja no Google Maps como chegar:

Visualizar Bares em um mapa maior

Share

Felippe Limonge

Aluno do 3º semestre do curso de jornalismo da Unimep. Agente Cultural do Teatro Municipal de Piracicaba Dr. Losso Netto(Secretaria Municipal da Ação Cultural). Ator da Cia TE-ATO de Teatro. felippelimonge@gmail.com

Um comentário em “Bar do Lao: cultura e muitas histórias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*