Bazar chic de Artesanato

Post By RelatedRelated Post

Artesanato de sabonete Foto: Daiany Oliveira

Logo pela manhã Maria Lucena  pela primeira vez montou seu estande para expor seus trabalhos com aromatizantes. Ansiosa, esperava mostrar o seu trabalho produzido por ela e sua irmã. No domingo dia 17 de novembro, elas participaram  do Bazar Chic de Artesanato no Veteranos em Americana, o evento iniciou às 11:00 e finalizou às  19:00, com a presença de 33 estandes de artistas que expuseram os seus trabalhos artesanais nos diversos tipos de segmentos, laços de cabelo, crochê, cerâmica, até café artesanal .

Para alguns expositores, era novidade, nunca tinham participado de um bazar, para outros não, já estavam acostumados. A maioria não possuía loja física então era o momento de vender o seu produto para os olhares curiosos que percorriam os estandes. “ O interessante é trazer algo diferente para feira, algo que chame a atenção” diz Cristina Pessoa.

Ela é uma artista plástica e atua 30 anos na profissão junto com a sua irmã, Maria Lucena, que é química, ambas atuam no ramo do artesanato na linha da aromatização, sabonetes, cremes e hidratantes, uniram as profissões para trabalhar juntas. A artista plástica usa o seu talento na produção das embalagens, e a química usa as suas técnicas para fazer o aroma.

Outra expositora comentou sobre a feira “ Já participei de outros eventos, eu gosto, é uma forma de divulgar o nosso trabalho ” diz Ana Lucia. O seu carro chefe de artesanato são os chinelos, mas também produz, chaveiros em formato de unicórnio, tudo realizado com miçanga. “Faço o meu trabalho sozinha, anoto todos os pedidos no caderno e faço na sequência. ” Conta.

A criatividade, sem dúvidas, é a inspiração do artista, que precisa estar conectado a todo momento, sobre as tendências e também aos pedidos aleatórios  dos clientes, por mais que tem a internet e outros meio de comunicação,  no ramo do artesanato o boca a boca sempre prevalece, e foi um desses motivos que surgiu a ideia do bazar chic de artesanato, conta Karen Silva, uma das organizadoras do evento. ” O objetivo é trazer a valorização do artesanato para unir as pessoas” diz.

Outra organizadora do evento é a Roberta de Faveri que trabalha há dois anos com artesanato produzindo laços de cabelo. ” Eu comecei a fazer os laços para as minhas sobrinhas, uma simples distração e acabou virando uma segunda profissão” conta. Atualmente ela trabalha como compradora em um hotel em Americana, mas usa o artesanato para aliviar o estresse do cotidiano .

A feira contou com 350 participantes e foi realizado um sorteio final, o ganhador recebeu uma cesta recheada de prêmios, com o objetivo de lembrar da feira de artesanatos.

 

Share

Daiany Oliveira