Caçadores de esmeraldas no sertão

A cidade de Campo Formoso tem 66 mil habitantes e está localizada no interior da Bahia, na região da Chapada Diamantina, uma área rica em formações rochosas, cavernas e grutas. A cidade é considerada a “terra das esmeraldas”, e sua principal economia vem da comercialização das pedras, gerando renda para muitas famílias da região. Maria José e Gabriel são casados e trabalham juntos no garimpo há 13 anos. Ganharam dinheiro com a extração das pedras, mas nunca o suficiente para mudar de vida e sair do garimpo. Assim como eles, diversas famílias também vivem na mesma situação.

As terras do garimpo não têm dono, mas quem tem mais condições de investir na extração das pedras – grandes empresários que vem de outras regiões do Brasil – constrói galpões fechados, aluga máquinas para perfurar a terra, construir minas e contratar moradores da região para trabalhar na extração das esmeraldas. As condições de trabalho são insalubres, pois os garimpeiros passam o dia todo embaixo da terra procurando esmeraldas sem nenhum equipamento de segurança.

Quem não trabalha nos galpões precisa de equipamentos simples, porém rústicos para encontrar esmeraldas em meio a milhares de pedregulhos. Uma “bacia” fabricada a partir de pneu de caminhão serve para lavar as pedras com o auxílio de uma peneira de ferro. A rotina é escavar a terra, peneirar os pedregulhos e depois lavá-los em busca de pedras preciosas. Tudo isso é feito numa região árida, sem a ajuda de equipamentos adequados e muito menos segurança para os trabalhadores. Mas, eles preferem assim, pois se acharem uma esmeralda pura não precisarão dividi-la com ninguém.

Muitos garimpeiros seguem essa rotina todos os dias da semana e sem descanso, até mesmo aqueles que nunca encontraram uma esmeralda grande e pura não abandonam os garimpos em busca de uma vida melhor. O sonho de ganhar muito dinheiro com a extração das pedras é palpável. Conversando com os garimpeiros ouve-se muitas histórias de pessoas que ficaram ricas com o comércio das pedras e foram embora dos garimpos, ou até mesmo, pessoas que ficaram ricas com as esmeraldas, perderam tudo e voltaram novamente em busca de mais pedras preciosas.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*