Campo de futebol em Rio das Pedras está em degradação

Post By RelatedRelated Post

Campo de futebol em degradação

Campo de futebol em degradação na área de lazer Gennatti Soave - Foto: Lucas Guizo

Um dos campos de futebol de Rio das Pedras encontra-se em estado de degradação. Os problemas vão desde traves enferrujadas e sem redes à grama mal cuidada e lixo espalhado pelo local. A manutenção é feita raramente pela prefeitura.

Leonardo Nocete utiliza o campo junto com seu time amador de futebol americano há cerca de dois meses e aponta “Creio que o campo todo deveria ser reformado, sofremos com o campo irregular e pela poeira em dias secos ou lama em dias chuvosos”.

Sem título

Lixo espalhado pelo campo de futebol - Foto: Lucas Guizo

De acordo com o Secretário de Esportes e Lazer, João Edson Borsato, não há possibilidade de colocar grama no campo, pois é muito utilizado pela população e mesmo com bons cuidados não resistiria muito tempo. Ele diz que planeja transformar o campo em uma quadra de areia, que tem conservação mais fácil. “Hoje, [24 de setembro] dei uma olhada neste campo, fiz uma análise e verifiquei aspectos que encaminharei para o setor de obras”, disse o secretário.

O secretário afirma em relação às traves enferrujadas e sem redes que “não resistiriam ao tempo, em cerca de três meses elas já estariam deterioradas e as traves pretendemos pintá-las”.

Ele declara também que sua intenção seria construir uma rede feita com o próprio alambrado do campo, sendo muito mais resistente.

A questão da sujeira e lixo espalhado também incomoda os frequentadores do campo e da área de lazer, “Há muito lixo que os usuários deixam pelo campo e pelas pistas de caminhada, o que atrapalha quem faz exercícios por aqui, além de atrair bichos”, critica o frequentador Vitor de Moraes.

Para usar o campo, é necessário agendar um horário na Secretaria de Esportes e Lazer, porém não há fiscalização e o agendamento não funciona. Não há nem sequer um portão. “As pessoas vêm aqui qualquer hora, usam, estragam e vão embora”, explica Cecília Marques, moradora em frente à área de lazer.

Dois meses após o primeiro contato com a prefeitura, nenhuma providência foi tomada, tampouco fazer a limpeza, organização do local e reparos.

Sem título

Vitor de Moraes segura o alambrado solto - Foto: Lucas Guizo

Share

Lucas Guizo

Estudante de Jornalismo na Unimep. Amo música, fotografia e filmes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*