Elba Ramalho relembra seus 30 anos de carreira em Piracicaba

Por Felippe Limonge e Jéssica Lopes

Show Marco Zero - Elba Ramalho
Elba Ramalho agita o SESC Piracicaba - Foto: Larissa Helena

Nada melhor para aquecer uma quarta-feira fria como o show Marco Zero da cantora Elba Ramalho. Com sua forte presença de palco e personalidade, Elba levantou as 1.720 pessoas que compareceram ao ginásio de eventos do Sesc Piracicaba no último dia 04 de maio.
Os portões do ginásio do Sesc Piracicaba foram abertos às 20h. Um pequeno público já estava em fila esperando para entrar, neste estava a paraibana, Luiza Ferry, 45, e sua filha Laura de 13 anos, as duas conseguiram um lugar privilegiado bem em frente ao palco. Ansiosa para o início do show, Luiza contou que mora em Piracicaba há 21 anos e que foi ao primeiro show de Elba Ramalho, em 1980, em Campina Grande, e que desde então acompanha a carreira da cantora. “Ela é fantástica, tem presença, vitalidade e musicalidade” declara a fã. Sentada no chão, bem próxima ao alambrado que separa o palco da platéia, Luiza diz que adoraria que Elba cantasse a música ‘Bati Coração’, e conta que um dos autores da música é seu tio-avô Antonio Barros, que junto com Ceceu assinam a música.
Às 20h30, Elba chega e atravessa a lateral do ginásio, quase que escoltada pela sua equipe e seguranças, e não passa despercebida, logo um grito do meio da multidão. “Elba!”, a artista acena e entra nos bastidores, seguida de seus músicos. As 20h45, os músicos aparecem ao palco para ajustar os últimos retoques nos instrumentos, dentre eles, o sanfoneiro Cesinha do Acordeon, que além de músico, é o atual namorado da cantora.
Às 21h11, todas as luzes do palco acendem, a banda começa. Do centro surge a cantora, em um vestido verde e preto, de renda e com pequenas aplicações de penas na saia. No auge dos seus quase 60 anos, Elba aparece cheia de energia e pronta para brilhar cantando a música “Anunciação” de Alceu Valença.
A cantora conversa com a platéia, fala um pouco sobre cada música cantada e divide com o público as músicas que marcaram os 30 anos de sua carreira O público dançava tanto quanto a cantora, durante as duas horas de show, o ginásio se transformou em um grande baile.
Elba também mostrou seu lado romântico nas músicas Espumas ao Vento, de Fagner e Lembrança de um Beijo, de Acioli Neto. “Minha preferida, que rendeu o Grammy Latino em 2008. Eu gosto é da singeleza dessa música” ela confessa antes dos primeiros acordes de “A Natureza das coisas”. Já em “Homem com H”, Elba faz caras e bocas enquanto posa para as fotos dos fãs, que entoam a música clássica de Ney Matogrosso.

Às 22h20, Elba deixa o palco. Num intervalo de cinco minutos, o sanfoneiro canta duas músicas e logo em seguida a cantora volta cantando um dos seus maiores sucessos ‘De volta pro meu aconchego’.
“Para terminar bonito, mais uma do Chico Buarque” diz antes de convocar as meninas da platéia “Vamos cantar para os meninos”, iniciando a conhecida “O meu amor” – em que cantava com Marieta Severo no musical “Ópera do Malandro” –  e “Folhetim”.
De volta ao palco Elba apresenta sua banda e encerra o show com as músicas Banho de Cheiro, que literalmente tira o público do chão. Numa atitude que surpreendeu principalmente os seguranças que estavam ao lado do palco, Elba desce as escadas e caminha a frente da platéia enquanto, segurando nas mãos dos fãs que fazem coro a música de Carlos Fernando. Iluminada por uma luz azulada, “Nossa Senhora” de Roberto Carlos é a música que encerra oficialmente o show, sob aplausos fervorosos e gritos. Mas Elba não demora para voltar ao palco para o tão pedido bis de “Frevo Mulher”, terminando o show de forma animada.
Parte da platéia já havia ido embora, as luzes já estavam parcialmente acesas, mas os pedidos dos fãs ainda continuavam. De repente, Elba retorna ao palco e se aproximando da platéia que a aplaude, pega uma camiseta com a bandeira de Pernambuco. Após uma rápida conversa com os músicos, o ritmo animado de “Festa no interior” faz aqueles que estavam prontos para ir embora retornarem à pista. Em seguida, canta “Xote das meninas” com direito a indicações de fãs que “só pensam em namorar”.  Elba sai do palco após cantar “Ai que saudade d’ocê”, deixando os fãs que estavam ali já com saudade da presença de palco e alegria da cantora.

Confira abaixo um vídeo da música ‘Chão de Giz’ de Zé Ramalho,  tido como um dos momentos mais emocionantes da noite, tirando lágrimas dos fãs da cantora.

(Vídeo: Larissa Helena)

Share

Larissa Helena

Estudante do 3º Semestre de Comunicação Social - Jornalismo, na Universidade Metodista de Piracicaba Flickr: www.flickr.com/laris_helena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*