Em Piracicaba, prefeitura trabalha aos olhos da mídia

 

Rua Cajuru em Setembro de 2011. Obra estava abandonada a mais de oito meses. Foto: Júnior Cardoso.

Moradores da Zona Norte de Piracicaba acusam a prefeitura de trabalhar, em algumas ocasiões, só depois de seus problemas serem noticiados nos meios de comunicação. A moradora Ivete Carlina Soares de Almeida, de 58 anos, conta o caso de ampliação da rua Cajuru no Parque São Jorge “que ficou abandonada por oito meses e só foi resolvida depois da televisão mostrar”.
Além de Ivete, Cláudio da Silva, de 39 anos, morador do Santa Rosa relata que os buracos do seu bairro só foram resolvidos depois da mídia notíciar o descaso.
“Aqui no meu bairro, para um buraco, mato ou até mesmo uma área verde ser cuidada tem que chamar a imprensa”, comentou Cláudio.
Assista a baixo ás imagens veiculadas na televisão fimaldas por um cinegrafista amador onde mostra como eram ás ruas em Agosto de 2011, antes da veiculação da TV.

A prefeitura se defende das acusações dos moradores, mas não explica ao certo o porquê da agilidade dos serviços só depois da veiculação na mídia. A assessoria de imprensa da prefeitura disse que existem  cronogramas, mas que os mesmos não podem ser divulgados.
A assessoria informou ainda que divulga sua agenda diariamente em redes sociais oficiais da prefeitura.
As ordens nas execuções dos serviços, segundo o órgão municipal, são determinadas por prioridade.
Sobre os casos atendidos após a denuncia da imprensa, a assessoria não respondeu e informou que na maioria das vezes os moradores não abrem protocolo solicitando o conserto, pelo telefone 156.
No caso dos moradores citados nesta reportagem, eles já tinham protocolado seus pedidos e só foram atendidos após a exibição de seus casos na televisão.

O apresentador Barbosa Neto e a repórter Monica Camolesi do “Piracicaba Agora”, um programa de prestação de serviços da TV Beira Rio, comentam que as reclamações da população não se resumem só aos problemas de obras.

Monica e Neto comentaram uma matéria exibida naquele dia (10/04/12),  sobre buracos causados por caminhões de três eixos que entravam ao Bairro Santa Rosa. No dia seguinte todos os buracos do bairro residencial ‘inteiro’ foram tampados, como nas outras situações citadas acima, os moradores tinham protocolo na prefeitura, mas a solução só veio depois da veiculação na televisão.

A reportagem procurou na agenda semanal que a prefeitura diz divulgar através do seu blog e redes sociais, a obra de concerto do asfalto do Santa Rosa, mas não havia nada no documento.

Share

Júnior Cardoso

Estudante de jornalismo pela UNIMEP (Universidade metodista de Piracicaba), Junior Cardoso é colunista televisivo, jornalista, presidente e fundador do PiraNOT. Começou a escrever para sites desde 2008, onde teve passagens por grandes sites de noticias e programas de televisão regional onde comanda semanalmente um quadro sobre os bastidores da televisão Brasileira.

6 comentários em “Em Piracicaba, prefeitura trabalha aos olhos da mídia

  • 19 de junho de 2012 em 21:55
    Permalink

    Lamentável o que acontece nas cidades de nosso querido país, Brasil. Olha, não dá para aceitar situações como essa ou análogas, pois as prefeituras municipais precisam trabalhar porque existem para isso, e não porque a imprensa denunciou este ou aquele fato ou porque as eleições estão chegando.
    Essas situações deixam qualquer um revoltado. É inaceitável morar num país onde as coisas só acontecem se for na base da pressão ou para manter uma imagem de políticos e partidos.
    Só se limpa uma cidade só for pra receber a visita de um governador, só se faz asfalto se as eleições estão chegando, só se urbaniza uma cidade se tiver um evento como a Copa do Mundo, porque se não tivesse, dane-se o sofrimento do brasileiro nas grandes cidades. Enfim, são exemplos como esses que tornam o Brasil um país que faz de seus cidadãos os verdadeiros palhaços da nação.

    Resposta
  • 24 de junho de 2012 em 13:07
    Permalink

    A Comunicação Social é o departamento mais cara de pau da Prefeitura. E o mais pastelão também.

    Resposta
  • 24 de junho de 2012 em 19:25
    Permalink

    Moro em Salvador, na Bahia, e como toda grande metrópole brasileira, convivo com estes mesmos tipos de problemas. Moro perto de uma rua, a Djalma Dutra, uma importante via de acesso à Cidade Baixa, e que está esburacada e com seus passeios todos danificados quase que na sua totalidade, causando sérios transtornos e dificultando o nosso direito de ir e vir no dia a dia. Já fiz várias reclamações, inclusive dei algumas sugestões e até agora nenhuma providência foi tomada pela prefeitura. Até quando ?

    Resposta
  • 25 de junho de 2012 em 21:46
    Permalink

    Mais uma demonstração da importância do papel fiscalizador da imprensa para a sociedade.

    Resposta
  • 26 de junho de 2012 em 11:21
    Permalink

    Quando o problema é propagado pela imprensa, deixando de ser apenas local, as autoridades encontram soluções e resolvem rapidamente aquilo que a população reclama a tempos. Parabéns pelo site! Parabéns pelo trabalho!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*