Espetáculo Nina e Carambola agrada crianças e adultos

Post By RelatedRelated Post

Vivian Gardela

Nina e Carambola (Foto: Vivian Gardela

A Cia da Casa Amarela fez uma apresentação para crianças no Sesi de Rio Claro, no domingo, dia 13. Abordando uma temática de perda dos pais, Nina e Carambola não deixou de ser um espetáculo bem-humorado e divertido para as crianças, inspirados pelo livro, “Ficar Triste não é Ruim” de Michaelene Mundy.

O espetáculo dirigido e interpretado por Drika Vieira e Carlinhos Rodrigues conta a história de Nina, uma rata que acabou de perder seus pais, e Carambola, um terrível gato cinza, e que pelas circunstâncias, aprendem a superar as diferenças e descobrem uma maneira de conviverem juntos a ponto de nascer uma amizade entre esses dois seres tão opostos por natureza.

A Cia da Casa Amarela criada em Catanduva, São Paulo, completa 20 anos de existência esse ano e já coleciona mais de 100 prêmios em festivais de teatro pelo Brasil, sempre criando espetáculos para crianças e jovens.

Carlinhos Rodrigues conta que a ideia de adaptar o livro “Ficar Triste Não é Ruim” surgiu em 2004. “Sempre buscamos uma temática não muito usual na dramaturgia para crianças e, na época, deparamos com uma série de livros que trabalham situações de perdas, tragédias e tristeza, entre outros, para a infância. O teatro pode ser um instrumento importante para tratar esses temas porque traz a poesia, o encantamento, o riso, a sensibilidade e a reflexão, como no caso de Nina e Carambola”.

Jamilde Araújo, levou seu filho Fabio de 4 anos para ver a peça e ficou encantada com a forma que o espetáculo foi se desenvolvendo. “Achei bem bacana a forma como colocaram a questão da perda dos pais para as crianças. Foi de uma maneira leve, de forma que não chocasse as crianças”.

Pamela e Aline Bispo sempre que podem vão ao teatro do Sesi de Rio Claro, e foram assistir ao espetáculo Nina e Carambola, e ficaram surpresas com a temática que foi abordada. “É uma questão delicada e que tem que ser tratada desde cedo com as crianças, e a forma como as diferenças foram tratadas na peça é surpreendente. É uma peça infantil para adultos e crianças” diz Pamela.

O teatro do Sesi que tem capacidade para 226 pessoas, teve todos os lugares ocupados.

Cultura na Cidade

26_09_2015_00_48_48

Centro Cultural Roberto Palmari (Foto: Andreson Bispo)

Em Rio Claro ocorrem vários outros espetáculos culturais, mas não são divulgados para a população, sendo que os eventos realizados no Centro Cultural Roberto Palmari só podem ser consultados diretamente no local ou pelo telefone. Na internet poucas informações são encontradas sobre os acontecimentos culturais que acontecem na cidade, como o site da prefeitura que permanece desatualizado, com publicações apenas da programação dos meses de maio e junho.

Ao entrar em contato com o centro cultural para saber a programação, foi nos informando que a programação seria enviada por e-mail em uma semana, mas até a publicação dessa matéria, nenhum material foi enviado.

A moradora vizinha ao Sesi, Maria Aparecida Medeiros, disse que na cidade está faltando eventos culturais para a população. Ela conta que fica sabendo dos espetáculos do Sesi por morar perto, mas que há muito tempo não fica sabendo do que acontece no Centro Cultural pela falta de divulgação. Ela ainda diz que a prefeitura deveria investir mais em atrações gratuitas e as pessoas só podem recorrer, na maioria das vezes, ao shopping. “Aqui deveria ter mais coisas para as pessoas se divertirem. Mais cultura, lazer e conhecimento. Lembro que o último evento que fui esse ano foi o festival de Balonismo, que aconteceu em junho”, conta.

A programação do Sesi de Rio Claro e da região pode ser consultado no site “http://www.sesisp.org.br/”.

Share

Andreson Bispo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*