Hospital Regional de Piracicaba tem nova data de conclusão

Post By RelatedRelated Post

Hospital Regional atualmente

Hospital Público Regional de Piracicaba

O Hospital Público Regional de Piracicaba, com capacidade de 126 leitos para atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e até 2 mil cirurgias por mês, já possui uma nova data de conclusão: dezembro deste ano. Após 5 anos do início das obras, o efetivo funcionamento será apenas em 2016, porém sem uma data estimada, de acordo com o Conselho Municipal de Saúde de Piracicaba.

O anúncio do projeto foi feito em 2009 pelo então prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, com início das obras no ano seguinte e sua previsão inicial de entrega para 2012. O motivo da demora tem a ver com os problemas com a construtora contratada inicialmente, a Tratenge Engenharia, no qual resultou numa licitação cancelada, depois da mesma declarar que não havia condições financeiras para continuar com as obras. Na segunda licitação, aberta em agosto de 2014, também houve problemas porque nenhuma das construtoras que ofereceram suas propostas possuíam os requisitos necessários para serem contratadas. Novas propostas foram apresentadas em dezembro e a atual vencedora é a JHD Construtora, anunciada em fevereiro de 2015, que irá concluir a obra, principalmente a execução de serviços na parte interna do hospital.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Piracicaba, Bento Francisco Teixeira, afirmou que “R$ 20 milhões foram recebidos do Estado para a construção do hospital em 2010, mas por causa do atraso e problemas ocorridos na obra, esse dinheiro teve de ser devolvido ao Governo Estadual”. O Conselho de Saúde da cidade fiscaliza os gastos e serviços públicos, e segundo Teixeira, a obra já consumiu R$ 62 milhões até ano passado. De acordo com informações do Jornal de Piracicaba, a prefeitura de Piracicaba já investiu 50 milhões na obra, sem contar os repasses do Estado.

De acordo com documento de Prestação de Contas do Fundo Municipal de Saúde do 1º quadrimestre de 2015, o Hospital Regional já gastou R$ 16,1 milhões este ano, para realização de serviços de complementação, com fornecimento de materiais, mão de obra e equipamentos. De acordo com a assessoria da prefeitura de Piracicaba, há R$ 11 milhões disponíveis, sendo R$ 6 milhões da Prefeitura e R$ 5 milhões do governo estadual. Ainda serão liberados mais R$ 5 milhões do Estado para completar o orçamento de R$ 16 milhões. Em entrevista para o G1, o prefeito atual Gabriel Ferrato, disse que com o valor em caixa já alcançado, tudo irá transcorrer normalmente, sem falta de dinheiro e atrasos.

A compra e aquisição de equipamentos para o hospital ainda está para ser definida com o Governo Estadual e como se dará a gestão da unidade pelo Estado, já que após decreto assinado em outubro de 2013 pelo prefeito da cidade, o Hospital Público Regional será de uso do Governo Estadual por no mínimo 2 décadas. Ao que tudo indica, a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) também deverá utilizar a estrutura para ampliar as vagas do curso de medicina.

A demora da construção afeta a população de Piracicaba e mais 11 cidades da região que, segundo o presidente do Conselho Municipal, seriam beneficiadas pelo hospital. Afinal o principal objetivo da unidade será melhorar e ampliar o acesso às vagas de espera de pacientes do SUS que precisam de internação. Para a dona de casa e desempregada, Maria Lúcia Martins, o hospital ajuda mas não melhora a situação “Tem muita demanda e pacientes, 126 leitos ainda é pouco para a população de Piracicaba e região. Mas mesmo assim, ajudaria a “desafogar” um pouco os hospitais públicos da região”.

Share

Thaís Passos da Cruz

UM COMENTÁRIO

  1. Parabénsss Thaís!! sua matéria é demaisss!! muito orgulho de você!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*