LAR BETEL PIRACICABA BEIRA A CAPACIDADE MÁXIMA

Post By RelatedRelated Post

Dados parciais do balanço social, relativos ao Lar Betel Piracicaba em 2015, mostram que há um quadro de residentes composto por 91 idosos. A capacidade física máxima da instituição é de acolher até 100 abrigados.

Este número é menor em relação a 2014, cujo quadro de residentes apontado pelo balanço social era de 97 idosos. A diminuição ocorreu devido a eventuais perdas – seja por óbito ou retorno à família -, que são de 10 a 12 previstas por ano.

tabela

Para a administradora da instituição, Ivone Claudete Costa, os dados refletem o momento de envelhecimento populacional do Brasil. Tanto o crescimento da população de idosos quanto o aumento na longevidade são fatores que trazem desafio às políticas públicas do Estado.

Criação e funcionamento

O Lar Betel Piracicaba foi criado como uma instituição beneficente no ano de 1953, com o nome de “Serviço de Assistência Social Betel”. Ao adquirir personalidade jurídica, passou a se chamar “Associação de Assistência Social Betel”.

A instituição provém serviços de acolhimento, cuidados e assistência a idosos carentes, visando a longevidade e a qualidade de vida destas pessoas. Para tanto, há uma equipe de profissionais de diversas áreas (como fisioterapeutas, enfermeiros, médicos, assistentes sociais entre outros) envolvidas em todo o processo.

Há uma separação quanto ao grau de dependência dos idosos. A partir de uma avaliação médica – cognitiva e motora – são definidos os cuidados que eles precisarão. Também, em conjunto com seus familiares, são obtidas outras informações para que o idoso se adapte como residente.

lb

[Imagem cedida pelo Lar Betel Piracicaba]

Solidariedade

Costa afirma que as doações e parcerias de moradores, empresas e a Prefeitura de Piracicaba são importantes para a manutenção da entidade.

Há também outras formas de auxílio, como o trabalho voluntário. Médicos, cabeleireiros e outros profissionais colaboram para o desenvolvimento da autoestima e condições de vida dos idosos.

Segundo Costa, “o oferecimento de visitas para o conhecimento do trabalho realizado no Lar contribui para que as parcerias ocorram”. A assistente social Kellen Sabbadin completa: “esta é a marca da instituição: o acolhimento”.

A Universidade Metodista de Piracicaba também está em parceria com o Lar Betel. Durante o 7º Simpósio de Jornalismo da Unimep, evento que aconteceu em outubro em comemoração aos 35 anos do curso. Foram arrecadados litros de leite, doados ao Lar Betel.

Share

Caio Lima

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*