Mata ciliar é usada como depósito de lixo em Limeira

Restos de demolições, sobras de comida estragada e objetos velhos são algumas das coisas atiradas na mata que cerca uma das nascentes do Ribeirão Tatu, na avenida Abílio Pedro, na bairro Jardim Limerânea, em Limeira.

IMG_20121003_162115
Inúmeros despejos se misturam por entre as árvores da mata – Foto: Matheus De Munno Durante

A dona de casa, Aparecida Ferreira Donoratti, 57, é uma das poucas moradoras que se preocupam com a mata vizinha. Toda vez que encontra lixos espalhados, ela faz questão de removê-los e ensacá-los. “É uma falta de respeito enorme isso o que eles fazem’’, queixa-se ela. ‘’ Nossa cidade quase não possui áreas verdes como esta e, mesmo assim, o povo não se importa e polui do mesmo jeito.”

O biólogo da Secretaria do Meio Ambiente, Rogério Mesquita, alegou que acontece a fiscalização no local durante o dia. “O grande problema, disse Rogério, “é que as pessoas jogam os lixos de madrugada, dificultando o nosso trabalho”.

A Secretaria do Meio Ambiente recebe as denúncias através do número 0800-7734100. Segundo Rogério, pouquíssimas ligações são feitas. ‘’ Eu acho que deveria haver mais comprometimento por parte dos que moram próximos à avenida”, declara o biólogo.

IMG_20121003_161648
Apesar do aviso, as pessoas o ignoram e persistem na prática da poluição – Foto: Matheus De Munno Durante

Casos de queimadas feitas por moradores das mediações também costumam assolar a mata e os animais que ela abriga. Inúmeras mudas nativas foram plantadas nas beiradas pela prefeitura há alguns meses, mas a maioria foi destruída pelo fogo.

‘’ Todos deveriam ter um pingo de consciência ambiental e valorizar o nosso meio-ambiente’’, declara Aparecida. Quando perguntada sobre a fiscalização da prefeitura, a dona de casa afirmou que raramente vê os agentes na avenida e que, quando eles aparecem, não recolhem os despejos.

IMG_20121003_161523
Área atingida por queimada indiscriminada – Foto: Matheus De Munno Durante
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*