Motorista de van pratica corrida no campus

Post By RelatedRelated Post

Motorista de van abandona ociosidade e pratica corrida no campus

Motorista de van abandona ociosidade e pratica corrida no campus

O motorista de uma van que leva alunos à Unimep em Piracicaba adotou uma rotina para acabar com a ociosidade enquanto espera os alunos. Raickidol Alex Pires dos Santos, conhecido como Kidol passou a correr de cinco a oito quilômetros no campus por dia enquanto seus clientes assistem as aulas.

Kidol faz o trajeto Santa Bárbara d’Oeste-Piracicaba há 14 anos e nos últimos três meses passou a correr no campo de futebol do bloco de Educação Física. O que motivou Kidol foram duas questões: seu emprego e sua saúde.

Ele é mecânico especializado e trabalhava  em treinamento em altura com motores de navio, função que ele devia ter até 100 kg para exercer. Mas após entrar de férias, extrapolou com as comidas e chegou a pesar 126 kg. Assim foi retirado de seu posto e isso o motivou a correr todos os dias por aproximadamente 1h.

“Percebi uma total melhoria de vida, principalmente pra dormi e relaxar, minha vida mudou totalmente”, comenta o motorista Kidol.

Quando jovem, era jogador de futebol profissional, porém nunca praticou corrida. Agora ele se apaixonou pelo esporte e participa de encontros e concursos em Santa Bárbara d’Oeste e região.

Kidol emagreceu até o momento 28 kg e as metas atingidas não se devem somente à corrida, mas também a uma dieta que ele segue rigorosamente: não come carboidratos, não fuma e não bebe.

Ele afirma que no início foi complicado, porém depois se acostumou com o ritmo, o que qualquer um pode fazer e mudar sua vida com alguns esforços. Seus amigos e colegas motoristas disseram que não acreditavam que ele iria conseguir:

“Achei que ele ia parar na primeira semana e percebi que ele tem muita força de vontade, ainda mais porque vai sozinho. Eu pratico antes de vir pra cá, senão iria com ele também.” – diz o motorista Claudinei Aparecido dos Santos.

Essa iniciativa mobilizou a esposa de Kidol, que começou a caminhar e correr diariamente como incentivo do marido. “Tudo conseguimos atingir, basta ter persistência”,declara Kidol.

Share

Raíssa N. Ciccheli

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*