Nova Odessa conta com coleta seletiva pela prefeitura

Cidade possui vários pontos de coleta, entre residências, escolas e setores públicos, promovendo a educação ambiental e diminuindo a acumulação de lixo nos centros urbanos.

tetetomazin@uol.com.br

Conhecida como o “Paraíso do Verde”, por conter 15 árvores para cada habitante e mais de 30 metros quadrados para cada morador, o dobro recomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas), Nova Odessa conta com a estrutura e o suporte da prefeitura municipal para a coleta seletiva ser eficiente no município.

“Em vários locais, a população pode descartar o lixo reciclável em devidos containeres, como no Parque Ecológico Isidoro Bordon, em todas as escolas, Hospital Municipal, Guarda Municipal e na CODEN (Serviço Municipal de Água e Esgoto), além da coleta de óleo usado, recolhido de casa em casa, e a entrega voluntária nas escolas, no zoológico e na CODEN”, diz Daniela Helena Favaro, coordenadora do Meio Ambiente e do Parque Ecológico Isidoro Bordon. Segundo Daniela, a prefeitura estuda projetos de novos pontos a serem inseridos, para que todos os bairros possam ter containeres.

Para facilitar o descarte do lixo reciclável, a prefeitura providenciou um buraco no alambrado do Parque Ecológico Isidoro Bordon, o Zoológico Municipal, para que mesmo na calçada, a população possa se livrar do lixo reciclável.
Para facilitar o descarte do lixo reciclável, a prefeitura providenciou um buraco no alambrado do Parque Ecológico Isidoro Bordon, o Zoológico Municipal, para que mesmo na calçada, a população possa se livrar do lixo reciclável.

A coleta é realizada por um caminhão da prefeitura e pela cooperativa Coopersonhos, que, em parceria com a prefeitura, coleta 10% do total do lixo produzido, que totaliza, aproximadamente, 40 toneladas por dia. De acordo com Benon Toledo, técnico e membro da cooperativa, o material reciclado é recolhido pelos cooperados, com um caminhão da prefeitura que transporta esse material até a sede da cooperativa, onde é realizada a triagem, para posteriormente ser prensado e vendido às empresas recicladoras.

A importância desse tipo de iniciativa pelo governo municipal é de intensificar a coleta, que muitas vezes fica apenas a cargo de empresas do setor privado das cidades, além de promover a educação e a consciência para a coleta seletiva. Para a coordenadora Daniela, a iniciativa de inserir pontos de coleta em escolas se dá pelo fato de se incentivar as crianças e educá-las, desde cedo, para se tornarem adultos conscientes da importância da reciclagem.

A Cooperativa Coopersonhos também enxerga o valor da educação para a reciclagem. “Trata-se de um projeto de inclusão social, economicamente sustentável, reduzindo a quantidade de lixo que iria para o aterro sanitário”, diz Benon.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*