Professores enfrentam desafios constantes na atualidade

A profissão de professor é uma das que mais influencia na formação das pessoas. Apesar desta importância estratégica, a maioria dos docentes não recebe o reconhecimento devido e enfrenta muitas dificuldades no dia a dia de suas atividades.

Para o professor Felipe Cury Fracetto, que ministra aulas de Ecologia Microbiana na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), a docência exige muito mais do que ensinar sobre uma determinada área. “A principal função na profissão é conseguir ensinar e educar ao mesmo tempo, fazendo com que o aluno desenvolva não somente as competências e habilidades em determinada disciplina que leciona”, explica. Ele observa também que para o sucesso na atividade, o apoio da família é fundamental.

Fracetto destaca como a principal dificuldade em sua profissão, a falta de educação dos alunos para com os professores. Ele acredita que é importante pensar sobre a maneira correta como o professor deve educar o aluno sobre seu comportamento em sala de aula e em seu cotidiano.

Entre as muitas dificuldades enfrentadas pelos professores diariamente, uma que se destaca é a de manter uma boa qualidade de vida. ”É muito difícil manter a qualidade de vida, pois, no meu caso, trabalho em escola pública e na particular, tenho 15 minutos de almoço, na própria escola, entre o período da manhã e da tarde. Com isso, minha alimentação nem sempre é adequada e saudável. No final do dia, cansada e sem forças, a única coisa que desejo é ir para a casa, fazer a janta, preparar aula do dia seguinte e descansar”, afirma a professor de matemática Camila Teodori.

Excesso de alunos em sala é uma das principais dificuldades enfrentadas.(Foto: Gabriel Perin)

Outro desafio, segundo Camila são os avanços tecnológicos e as intensas mudanças que ocorrem no meio educacional. “Ajuda muito dependendo do professor, pois, exige que ele tenha tempo e invista em cursos de atualização. Esse avanço precisa ser acompanhado pela escola com materiais disponíveis para esse novo tipo de aula aplicada”, explica.

Essa tecnologia toda, segundo ela, nem sempre impacta a educação de modo positivo, pois muitas vezes o professor e a escola não conseguem acompanhar. Ela acredita ser essencial um apoio dela é o auxílio ao professor e que com isso é possível a realização de uma aula diferente aos alunos.

A professora de Educação Física Débora Correr, da escola Estadual Doutor Jorge Coury, também destaca a importância da atualização. “O uso de tecnologias em sala de aula desperta o interesse do aluno”, argumenta.

Ela também relata, entretanto, que na escola pública o uso da tecnologia muitas vezes fica limitado pela falta de acesso aos recursos. Os laboratórios e equipamentos acabam sendo em quantidade inferior ao que seria necessário para um bom atendimento nesta área..

Débora afirma que o professor também precisa enfrentar o problema da indisciplina. “A falta de uma melhor educação vinda de casa prejudica muito na sala de aula para os professores, que além de ensinar o conteúdo precisam lidar com essa falta de respeito”, desabafa.

Share

Gabriel Perin

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*