Roda de conversa debateu relações étnicas e o mundo do trabalho

A Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) sediou, no último dia 14 de novembro, uma roda de conversa sobre Relações Étnicas e o Mundo do Trabalho. O evento foi organizado pelo Gecop (Grupo de Estudos de Carreira, Organizações e Pessoas) com o objetivo de promover um diálogo de modo que as pessoas reflitam os espaços a que pertencem.

A roda de conversa foi conduzida a partir de exposições feitas pelo administrador de empresa, comerciante e servidor público Acácio Godoy e pela historiadora Marilda Soares. Godoy falou sobre empreender à moda brasileira e modelo periférico de empreendedorismo e Marilda abordou a história social do trabalho em um recorte étnico.

“Eu também sou ‘filha’ da USP e na época que fiz a graduação, a temática afro- brasileira não era abordada. Com o passar do tempo, as políticas afirmativas foram abrangendo não só medidas legais e práticas dentro da sociedade, como também a própria universidade passou a se sensibilizar por essa temática”, afirmou Marilda.

A professora Heliani Berlato, coordenadora do Gecop, falou sobre a necessidade de abordar o tema da consciência negra. “Temos sim que ter um mês para se falar da consciência negra. O ideal era que todos tivessem consciência, mas como ainda falta essa ‘consciência humana’, precisamos de um mês para pensar sobre o assunto”. No enceramento das atividades foi sorteado entre os participantes um livro da filosofa Angela Davis.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*