Sebo do lar dos velhinhos se transforma em recanto da leitura

Post By RelatedRelated Post

Livros a venda. Foto: Náthaly Moreira

Livros a venda. Foto: Náthaly Moreira

O antigo sebo do Lar dos Velhinhos de Piracicaba foi transformado no atual ‘Recanto dos Livros’ graças ao casal João e Vera Nassif com a ajuda de alguns voluntários apaixonados pela literatura. Eles queriam um nome mais romântico e aconchegante, surgiu o “Recanto dos Livros”. No início, algumas dificuldades foram encontradas principalmente por conta do local concedido. Era uma sala pequena, úmida e inadequada para o propósito. Com uma indicação interna, foi oferecido a eles um local dentro do Lar dos Velhinhos e foi então que o Recanto alavancou. Hoje eles contam com aproximadamente 15 voluntários.

“Não queria simplesmente ser um sebo, mas sim um espaço cultural”, afirmou Nassif, um dos idealizadores do projeto. O objetivo é divulgar a cultura, fazer com que a leitura gire. O Recanto se mantém por doações, tendo um grande número de livros, revistas, materiais didáticos, CDs, gibis, a maioria com pouco ou nenhum valor comercial. “Aqui não se joga nada fora, a gente tenta aproveitar tudo”, conta Vera Nassif.

Para divulgar o Recanto João Nassif e sua esposa etiquetaram cerca de 2400 revistas, colaram textos nas capas com os dizeres: “REVISTA GRÁTIS – Ajude a divulgar a cultura, doe um livro para o lar”. Essas revistas foram levadas para diversas praças em todos os cantos da cidade e deixadas em cima dos bancos. A reação das pessoas era receosa de início, porém a maioria acabava se interessando e levando a revista para casa. A ideia atraiu pessoas de todas as faixas etárias, sociais e intelectuais.

Atualmente o local é frequentado por músicos, poetas, contadores de histórias, escritores piracicabanos, entre outros. O público, em sua grande maioria, são pessoas mais velhas. “Quando eu estava na escola, não achava livros com facilidade. Aqui tem livros bons, novos e acessíveis”, disseram Karina Costa Baraldo e Mircia Pacentini, que visitavam o local pela primeira vez.

Leda Coletti, que hoje é voluntária, tinha uma biblioteca em sua casa com livros que guardou por toda a sua vida. Quando surgiu o sebo, ela decidiu desmontar sua biblioteca e doou todos os seus livros para o Lar dos velhinhos. “Sempre pensei em fazer alguma coisa assim, quando surgiu a oportunidade de fazer o que eu amo e ajudar, comecei”, contou Leda.

“As pessoas começaram a trazer bolo e café e agora temos um lugarzinho para descansar e discutir cultura”, acrescentou Nassif.  Atualmente o Recanto dos Livros tem uma vasta variedade de livros, desde os escritores brasileiros mais clássicos até os atuais romances e os muitos livros de autores piracicabanos.  Garimpando, se pode achar livros em mais de 5 idiomas e obras raras com datas de 1900-1915. É possível encontrar também uma diversidade enorme de revistas, CDs, DVDs e discos de vinil. “Não reclamar que não há oportunidade de ler é o nosso objetivo”, argumentou João Nassif.

A escritora piracicabana Carmem Piloto, outra  voluntária, contou que muitas pessoas que nunca tiveram contato com a leitura entram ali em busca de uma oportunidade. Ela contou que um pai, com condições financeiras precárias, foi ao Recanto com o intuito de incentivar seu filho a ler, oportunidade que ele não teve. Por conta dos baixos preços conseguiu comprar vários livros para o filho.

Todo o lucro obtido do Recanto é revertido para o Lar dos Velhinhos de Piracicaba. Considerada  “a primeira cidade geriátrica do Brasil”, a instituição mantém em média 500 idosos. Desses,  cerca de 300 extremamente carentes e que são abrigados em pavilhões e dependem da assistência integral do Lar. O local tem casas que podem ser compradas por idosos com melhores condições financeiras, mas a maior parte é dependente dos recursos da instituição que precisa constantemente de auxílio financeiro.

O Recanto dos Livros veio como um desses auxílios, unindo a necessidade à cultura. A população pode ajudar fazendo doações ou adquirindo livros. O Recanto abre todos os sábados das 8h às 13h, em dias de “feira do livro” o horário se estende até às 17h e fica dentro do próprio Lar dos Velhinhos.

Share

Náthaly Policarpo

2 COMENTÁRIO

  1. Ótima iniciativa, que consigam muitos mais doadores e voluntários para este lindo projeto.

  2. Parabéns pela matéria! Obrigado NÁTHALY POLICARPO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*