Seda invade a Casa do Hip Hop

Em seu quinto dia de atividades, o SEDA acontece no centro comunitário da Pauliceia.

A Casa do Hip Hop abre suas portas hoje (29), para receber a 3ª edição da Seda – Semana do Audiovisual, organizada pelo Coletivo Piracema. Com início às 19h, o CineDaCasa apresenta o documentário “Rap – A poesia da rua”. Em seguida, haverá debate sobre o filme e um “bate-papo” com os MC’s da cidade. Dando continuidade às atividades, às 20h15, acontecerá a oficina de BeatMaker com Sampa, Zocks e Shorts, produtores de beat dos MC’s de Piracicaba. Encerrando as atividades do quinto dia do evento, o Microfone Aberto dá voz aos MC’s da casa e da região para mostrarem seus trabalhos.
De acordo com Leonardo Magnin, a escolha da Casa para sediar um dia do evento se deve à sua referência tanto para o bairro Pauliceia, quanto para a cidade no que diz respeitos aos movimentos sociais. “O Coletivo Piracema e a Casa do Hip Hop vem realizando trabalhos juntos há algum tempo, então todas as ações que a gente faz, tentamos levar alguma coisa pra lá”.

10589652_624824860949531_1042488232_n
Microfone Aberto dá voz aos MC’s FOTO: Livia Maria da Silva

A Seda envolve várias manifestações artísticas com o intuito de levar informação, formar novos pensamentos e fortalecer a comunicação, através do audiovisual. “É uma forma de comunicação através de uma linguagem mais artística. Estar participando é uma forma de adquirir conhecimento dessa comunicação e poder manifestar o que cada um tem de melhor”, disse Adilson Morais, que já participou de outras edições do evento.

10638065_624824874282863_474211695_n
Ulbirajara Sabino um dos responsáveis da Casa de Cultura Hip Hop FOTO: LÍVIA MARIA DA SILVA

Segundo Ulbirajara Sabino, conhecido como Bira Pper, um dos responsáveis pela Casa, a comunicação no movimento sempre foi importante. “A gente tem um elemento na cultura hip hop que é o rap, um elemento de expressão, de voz e grito. O grafite com as artes visuais e o DJ que produz e transforma em música. Então para nós é importante ter isso. O hip hop tem um grito e as pessoas precisam entender o sentimento do movimento”, afirmou.
Serviço – 3ª Seda (Semana do Audiovisual). Sexta-feira, 29, às 19h na Casa do Hip Hop. Rua Jaçanã Altair Pereira Guerrini, 200, Pauliceia.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*