Cai o número de furtos e roubos de veículos em Piracicaba

Post By RelatedRelated Post

A quantidade de ocorrências registradas por furtos e roubos de veículos em Piracicaba no primeiro quadrimestre de 2016 é a menor dos últimos seis anos. A incidência nos quatro primeiros meses deste ano caiu 28,6% em relação ao mesmo período de 2015. As estatísticas foram disponibilizadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP).

De acordo com os dados da secretaria, foram emitidos 588 boletins de furto e roubo de veículos no primeiro quadrimestre de 2016, ante 823 notificações no mesmo período do ano passado. Os anos de 2011, 2013 e 2014 registraram, respectivamente, 616, 714 e 762 ocorrências entre janeiro e abril. A maior incidência ocorreu em 2012, período que registrou 997 delitos no município.


Para o delegado seccional de Piracicaba, João Sérgio Marques Batista, a diminuição do número de veículos furtados e roubados é resultado da atuação dos órgãos de segurança da cidade. “É um trabalho conjunto feito com os órgãos de segurança: Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil. Então, cada um, dentro da sua atribuição constitucional, faz o seu papel para que haja uma somatória de esforços, e o resultado em uma queda da criminalidade”, ressaltou.

Segundo Batista, a maioria dos criminosos é de outros municípios e prefere cometer os delitos nas regiões de fácil acesso às entradas e saídas de Piracicaba. É por esse motivo que grande parte das incidências ocorre na Cidade Alta, Vila Independência, Nova América e Piracicamirim (veja no mapa abaixo).

O operador de máquina Sidnei Carnicelli, 33, teve sua moto furtada na Vila Independência. O veículo foi encontrado dois dias depois, mas a vítima ainda se sente insegura. “Tenho vontade de comprar uma moto mais nova, mas tenho medo”, contou Sidnei.

“Nós temos percebido também que mais de 50% desses veículos são encontrados, faltando apenas equipamentos de segurança, estepe ou equipamento de som”, enfatizou o delegado.

Estimativa da qual a motocicleta de Istadeu Mendes, 35, não faz parte. Segundo o boletim de ocorrência, a vítima deixou a moto estacionada em frente à sua casa. Quando voltou para o local, notou que o veículo não estava mais ali.

Procurado pela reportagem, Istadeu informou que levaria as imagens das câmeras de monitoramento do local para análise dos órgãos de segurança. O caso foi notificado para a polícia só depois de cinco horas do ocorrido. Até o fechamento desta matéria, a moto não havia sido encontrada.

O delegado seccional orientou que o boletim de ocorrência deve ser feito imediatamente após o delito. “A nossa orientação para as vítimas é que seja a mais fidedigna a informação que ela vai trazer, mais próximo da realidade possível, porque é em cima das informações do boletim de ocorrência que a gente monta nossas operações”, explicou.

Veículos trafegam pelas ruas do centro de Piracicaba (Foto: Fernando Jacomini)

Veículos trafegam pelas ruas do centro de Piracicaba (Foto: Fernando Jacomini)

João Bueno é subinspetor da Guarda Civil e trabalha em uma base do órgão de segurança na Praça José Bonifácio, no centro de Piracicaba. De acordo Bueno, a diminuição de furtos e roubos de veículos foi perceptível no local. “Já teve situações piores anteriormente. Esse ano foram poucos [crimes]”, afirmou.

O engenheiro Marcos Mendes, 48, elogiou o policiamento na área. “Eu acho que a polícia tem agido bem. Nessa parte central a segurança está boa, eu acredito”, comentou.

Já a moradora Lelis Rodrigues, 47, se preocupa em deixar o carro estacionado nas ruas do centro. “Tem bastante roubo de carro aqui. Graças a Deus nunca tive o carro roubado, mas tenho bastante colegas que já tiveram”, relatou a mulher.

Segundo o subinspetor da Guarda Civil, os locais com maior incidência na região central são a rua Benjamin Constant e o Largo do Mercado Municipal.

Lelis se sentiu mais tranquila ao saber da queda do número de ocorrências dos crimes. “Com certeza dá para se sentir mais tranquilizada ao saber disso”, completou.

Em caso de veículo furtado ou roubado, é importante que a vítima registre um boletim de ocorrência. A notificação pode ser feita em qualquer Distrito Policial, ou pelo portal da SSP-SP.

Share

Fernando Jacomini

Nascido em Santa Bárbara d' Oeste-SP em 25 de maio de 1998, Fernando Jacomini cursa o terceiro semestre de Jornalismo na Universidade Metodista de Piracicaba. A paixão pela área começou cedo, aos 8 anos, quando frequentava uma emissora de TV barbarense; o interesse pelo jornalismo cresceu ainda mais no ensino médio, período em que os professores e colegas de classe incentivaram Fernando a seguir a área de comunicação. Ainda no primeiro ano de curso começou a estagiar no Departamento de Comunicação Institucional da Câmara Municipal de Limeira e desde março de 2017 é estagiário do Jornal de Piracicaba. e-mail: fejacomini@gmail.com

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*