COLETIVO DA JUVENTUDE NEGRA SE REAFIRMA EM PIRACICABA

Post By RelatedRelated Post

O PruNEGRO – Coletivo da juventude negra de Piracicaba organiza palestras e núcleos de debate sobre a luta negra. O Coletivo é formado por quinze jovens universitários, ex-universitários e um secundarista e existe desde dezembro de 2015.

Reunião do coletivo - Foto: Pedro Martins

Reunião do coletivo – Foto: Pedro Martins

Amanda Nainá (22), uma das fundadoras do PruNEGRO, conta que a ideia surgiu de maneira informal. Ela e mais duas amigas, Bruna Medeiros (23) e Laís Raphael (22) iniciaram as reuniões por sentirem falta de grupos jovens de militância pela causa negra em Piracicaba. ‘’Inicialmente seria um grupo de debate, pensamos em fazer encontros na casa uma da outra, levando alguma coisa pra ler, assistir e conversar”.

Em outubro do ano passado Bruna e Laís participaram do Fórum de Juventude Negra em Campinas e, foi quando a falta de representatividade se tornou mais evidente. Em todas as rodas de conversas que entravam, perguntavam para as pessoas do evento, se vinha tendo militância negra jovem de Piracicaba participando dos fóruns e encontros da região, e perceberam que isso não ocorria. Ao voltarem do evento, elas decidiram criar oficialmente o coletivo.

Segundo Laís, o grupo foi rapidamente abraçado e aceito, tanto pelos jovens, quanto pelos outros coletivos da causa negra na cidade, mas a presença dos membros nas universidades inicialmente teve certa resistência, a ponto de serem rotulados como Elite Negra Piracicabana, o que para ela não faz sentido. “Esse rotulo de elite negra foi colocado por estarmos na faculdade, mas isso não é verdade! A gente veio da periferia, de escola pública, da batalha mesmo! ’’

Hoje, a visão geral é outra, apesar do pouco tempo de história, o coletivo é reconhecido regionalmente e em muitos outros estados pela eficiência e excelência nos papéis que desenvolvem. O grupo foi convidado para compor a mesa no Encontro Estadual de Juventude Negra em Caçandoca-Ubatuba em abril, e se preparam para viajar até Brasília no segundo semestre desse ano no ENJUNE (Encontro Nacional de Juventude Negra), onde representarão Piracicaba.

Reunião do coletivo - Foto: Pedro Martins

Reunião do coletivo – Foto: Pedro Martins

Na reunião do mês de maio, o tema abordado foi: violência e genocídio negro. O evento teve início às 13:30 no teatro do SESC e exibiu o filme documentário brasileiro de 2002: Ônibus 174- dirigido por José Padilha, que fala sobre o sequestro do ônibus 174, em julho de 2000, por Sandro Barbosa do Nascimento na zona sul do Rio de Janeiro. Na sequência houve uma roda de debate aberta a todos os presentes.

Para Bruna o PruNEGRO tem hoje uma enorme responsabilidade visto as necessidades latentes das causas a serem trabalhadas no município. ‘’Antes de nós, não havia um coletivo que tratava da juventude negra especificamente, feito por jovens negros há 10 anos’’. As reuniões do grupo acontecem mensalmente no SESC Piracicaba, sempre aos domingos, geralmente na parte da tarde.

 

Share

Pedro Martins

DEIXE UM COMENTÁRIO

Email (will not be published)

*